home-india-verdades

Verdades sobre a Índia

Como disse no post de mitos sobre a Índia, este é uma país que gera muita curiosidade.

Veja agora algumas coisas que comprovei na minha viagem:

Os indianos são machistas

machismo-India

Sim e eles olham para as mulheres como se fossem um pedaço de carne. Isso porque fomos com uma agência, estávamos com um guia e mais um argentino no tour, mas éramos olhadas como se estivéssemos sozinhas.

A situação mais constrangedora pra mim foi em um restaurante, em que um homem estava com sua esposa e filhos e ficou me encarando. Veja bem, eu disse encarando e não trocando olhares! A mesa estava muito perto da nossa, tanto que a esposa dele olhou de cara feia pra mim. Achei uma situação muito constrangedora e isso acontecia em parques e outros locais. Principalmente com mulheres jovens.

O trânsito é uma loucura

transito-India

Um dos motoristas do tour nos contou que para dirigir na Índia você precisa de 3 coisas: um bom câmbio, uma boa buzina e um Ganesha* para dar sorte! rs.

De fato: não vimos nenhum radar, nenhum guarda de trânsito (nem na cidade, nem nas estradas) e de alguma forma motos, carros, tuk tuks, vacas e caminhões se entendem! Eu não recomendo que você alugue um carro na Índia, porque até mesmo pegar um Uber em Nova Delhi com trânsito é muito barato.

E prepare-se para ouvir muitas, mas muitas buzinas.

*Ganesha, para quem não sabe é um Deus do hinduísmo, a religião mais praticada na Índia.

A vizinhança do Taj Mahal é muito pobre

taj-mahal

Fizemos um passeio em um parque em que é possível ver a parte de trás do Taj Mahal. De fato é muito pobre e rodeado de favelas.

Chega a ser impressionante como um monumento tão rico e bonito destoa em uma vizinhança tão carente. Mas este contraste está presente nas principais cidades da Índia.

Só se deve comer alimentos fritos ou cozidos

indian-food

Você deve imaginar que o saneamento básico não é um dos pontos fortes da Índia. Recomenda-se só consumir águas lacradas (usamos garrafas de água até para escovar os dentes) e consumir apenas alimentos fritos e cozidos.

Leve isso muito a sério! Nada de comer saladas, frutas que você não tire a casca (maçã por exemplo) e tudo o que precisa ser lavado com água. Comer nas barraquinhas de rua então, eu nem cogitaria.

Com todos esses cuidados eu ainda peguei uma intoxicação alimentar no último dia da viagem, então tente não trazer um souvenir desses! rs.

Corpos são queimados no Ganges

O crematório à direita do Ganges

O crematório à direita do Ganges

Sim, há dois crematórios no Ganges. Apenas homens são cremados e tem algumas regras como: crianças até 14 anos e se alguém foi picado por uma cobra por exemplo, eles não cremam porque entendem que o corpo já está purificado.

Mulheres, segundo o nosso guia, são cremadas em casa porque são mais “sensíveis”. Acho que tem a ver com machismo também, mas foi essa a explicação do guia.

De qualquer forma, as cinzas são jogadas no rio e no caso dos corpos que já estão purificados, eles amarram pedras e jogam o corpo no Ganges. Claro que em situações como essa o corpo pode não afundar, então se prepare para alguma situação do tipo.

Antes de ir eu li no livro da Monja Coen que ela viu um cachorro comendo restos de um corpo. Só de imaginar a cena já fiquei em choque, mas não vi nada disso por lá.

Mesmo os corpos que chegam para ser cremados, chegam cobertos por tecido. O Fábio Porchat comenta nesse vídeo que pagou para um indiano levá-lo até o local onde os corpos são cremados, mas eu não tive nenhuma experiência parecida.

Só vimos os crematórios quando estávamos no barco e com certa distância também.

Os peregrinos se banham no Ganges

banho-peregrinos-Ganges

Sim, todo fim de tarde tem uma cerimônia que recebe diversos peregrinos que vão a pé até o rio. A maioria caminha 35 km descalço.

Na manhã seguinte, esses peregrinos tomam banho no rio. O que é uma experiência bem marcante, visto que a água chega a ser turva por conta das sujeiras, das cinzas jogadas e dos corpos.

O país é muito poluído

A foto está com zoom, mas dá pra ver um pouco da qualidade do ar

A foto está com zoom, mas dá pra ver um pouco da qualidade do ar

Eu diria que nunca vi nada igual! rs.

Fui para Índia em maio e mal enxerguei a lua. O céu tem uma cor acizentada por conta da poluição e em Nova Delhi os olhos até ardem de tanta poluição.

Faz muito calor no verão

Tanto calor que nem no Norte do Brasil senti um “bafo” tão grande! A noite o termômetro chegava a marcar 30 graus e ao meio-dia 45!!

De fato, se puder escolher, recomendo uma estação mais amena.

A comida é apimentada

pimenta-india

Não, apimentada é a comida mexicana, a de lá já está em outro nível! rsrs.

Se você não é acostumado a comer pimenta, vai sofrer por lá. A comida é boa, mas absolutamente tudo leva pimenta ou muito curry! Dizem que o uso excessivo dos temperos também serve para matar bactérias, então leve um bom remédio para proteger o estômago rs.

Os indianos pedem para tirar fotos com estrangeiros

foto-estrangeiros

Você se sente famoso na Índia!

A impressão que dá é que como muitas pessoas não tem condições de viajar, ao ver um estrangeiro eles se sentem orgulhosos, como se estivessem visitando o seu país.

A todo momento crianças perguntam seu nome e o seu país. No Taj Mahal muitos indianos pedem para tirar foto com você mas tente colocar algum limite, porque uma vez que você tirou foto com uma pessoa, pode ter certeza que outras 20 vão querer foto depois rsrs.

Se você teve alguma experiência diferente na Índia, escreva nos comentários :)

Clique aqui e veja também o post sobre Mitos da Índia.

Patricia Furlan

Publicitária, psicanalista e apaixonada por viagens.

Comentários

Comentários

Posts Relacionados

Leave a Comment

Sobre a autora

Olá! Meu nome é Patrícia Furlan e sou paulistana, publicitária, psicanalista e apaixonada por viagens! Aqui você encontra minhas dicas de roteiros, cultura, gastronomia e experiências de turismo.

Booking.com