25 coisas que você vai estranhar no Japão

25 coisas que você vai estranhar no Japão

Se você é brasileiro e vai viajar para o Japão se prepare com essa lista!

Garanto que a maior parte é bem positiva, mas vale a pena conferir o que tem de diferente no Japão:

1 – A porta do táxi abre sozinha.

Se o seu voo chegará de madrugada assim como o meu, provavelmente você não vai ter muitas alternativas para chegar até o hotel a não ser um táxi. Mas não toque na maçaneta para abrir a porta, ela é automática! Inclusive alguns veículos tem o aviso em inglês que é pra evitar a brutalidade do pessoal rs.

2 – Japanese style.

A primeira vez que você usar um banheiro no Japão você vai amar ou odiar. Você provavelmente só vai odiar se for mulher e por acaso for a um banheiro Japanese style, que são banheiros muito antigos e que as japonesas – de qualquer idade – usam sem o menor problema. Quando eu me deparava com as duas opções eu sempre evitava, mas prepare-se para esse experiência.

Foto original: The Japanese Page

3 – Um vaso sanitário completo.

Você vai amar os banheiros do Japão quando se deparar com um vaso sanitário que esquenta, toca música e tem jatinhos de água para 2 partes diferentes (um deles especial para mulheres rs). Esses são de fato os melhores e dá até vontade de comprar uma tampa equipada pra trazer para o Brasil!

Cuidado: pode tocar musiquinhas assim que você sentar rs

4 – Todos dizem “Irasshaimase”.

Você será muito bem recepcionado ao entrar em um restaurante, loja, etc com um caloroso “Irasshaimase”, que significa “seja bem-vindo” (Pronúncia: Irachaimacê) por todos os funcionários! Sim, todos mesmo!

Em uma lanchonete que visitamos até o cozinheiro falava lá do fundo quando entravámos, o que de fato é muito bom porque você percebe o quão educados e receptivos eles são.

5 – Todos dizem “Arigatou gozaimasu”.

Quando você vai embora, todos os funcionários também agradecem! Isso é muito legal no Japão! A pronúncia nesse caso seria “arigatô gazaimás”.

Nós brasileiros já estamos acostumados com o “Arigatou” para agradecer, mas essa é uma forma um pouco mais formal.

6 – Free water.

Você mal sentou na cadeira do restaurante e já trouxeram água? Não se preocupe, assim como na Europa lá a água é de graça.

7 – Chegou o pedido? A conta também!

Isso era de fato bem estranho no Japão: fazíamos o pedido e assim que o prato chegava a conta também já estava lá!

O que pra nós no Brasil seria sinônimo de “o dono está me expulsando” lá é super normal e poucos lugares fazem diferente, mesmo quando percebiam que estávamos bebendo algum drink, cerveja, algo assim.

Esqueceu de pedir a sobremesa? Não tem problema, pode fazer o pedido mesmo depois de receber a conta que eles refazem o cálculo.

8 – Conferindo o troco.

Seja no táxi ou no restaurante, os japoneses são muito honestos e fazem questão de sinalizar para você o valor total, conferir o seu dinheiro atentamente e conferir o troco junto com você. Isso é excelente.

9 – Não dê gorjetas.

Nada de “tip” ou “propina” no Japão. Pague o valor informado na conta e está tudo certo :)

10 – Tudo tem um toque de fofura.

Na terra dos animes, placa de sinalização vira espaço para um desenho fofo e às vezes um pouco exagerado.

Na Kyoto Tower, em um restaurante bar super chique, a porção de queijos vem com um palitinho diferenciado.

E o jornal exibido na tv? Já pensou assistir as notícias assim?

Nada de tragédias! Acordar no Japão é muito mais divertido.

11 – O farol está fechado para você? Não atravesse.

Quem mora numa cidade doida como São Paulo, sabe que ninguém respeita o semáforo, seja o de pedestres ou de carros. Lá o farol de pedestres é tão respeitado que mesmo se ele estiver fechado e não tenha nenhum carro, eles não atravessam! E isso pasmem: em Tóquio! Em Osaka e Kyoto talvez você não veja com tanta frequência, mas em Tóquio era imbatível.

12 – Espelhos que auxiliam no trânsito.

Sabe aqueles espelhos que o seu porteiro usa no prédio para ver quando alguém está saindo da garagem? Pois é, lá é bem comum ver esses espelhos nas ruas, principalmente em curvas, para você ter a visão dos carros que estão vindo. Super útil!

13 – É falta de educação atender o celular no metrô.

Seja no metrô ou no shinkansen (trem bala), se concentrar em joguinhos ou nas redes sociais tudo bem, mas atender o celular é coisa séria e ninguém faz!

14 – Falando em metrô… se você não está no celular você com certeza está dormindo.

E eu diria que uma quantidade menor de pessoas está lendo e raramente conversando. É tão comum dormir no metrô que depois de alguns dias por lá você vai achar que o vagão tem sonífero. Eu dormia quase sempre! rs.

15 – Assentos preferenciais não funcionam muito bem.

Por incrível que pareça lá não é tão comum eles saírem dos lugares reservados quando entra um idoso ou um adulto com criança. Isso eu achei engraçado porque geralmente nós respeitamos bastante aqui.

Tanto que demos o nosso lugar para um pai que estava com o filho e ele nos agradeceu tantas vezes que deve estar até agora falando “Arigatou” para nós rsrsrs.

16 – Mais fácil encontrar o Wally do que uma lata de lixo.

Saia sempre com uma sacolinha porque até encontrar uma lata de lixo vai ser difícil! Ah e quando achar, vai ter que separar o plástico, o papel …. porque lá sim você vai aprender a fazer reciclagem rs.

E a cidade é extremamente limpa você não vê nem bituca de cigarro, nem papel de bala no chão.

17 – Smoking rooms.

Fumantes prejudicam a sua própria saúde em qualquer lugar do mundo, mas acho que no Japão eles adoecem muito mais rápido. Isso porque eles utilizam Smoking rooms que são uma espécie de sala privativa para fumantes em que você fica com mais um monte de gente fumando e respirando aquela névoa. Nada saudável.

Cof cof cof

18 – Guarda-volumes.

Em alguns restaurantes e cafés você pode se deparar com um cesto embaixo da sua cadeira. Acredite: ele serve para você guardar sua bolsa! (e eu adorei a ideia).

No Tully’s Coffee de quebra ainda tem um cobertor para os dias mais frios

19 – Vending machines.

Em todos, todos os lugares que você for haverá uma vending machine esperando para matar sua sede! Ops, não só sede mas também vontade de fumar, de comer uma sopinha, um sorvete… Nesse post do Cultura Japonesa tem um vídeo que mostra as mais comuns.

20 – Ruas sem calçadas.

E isso vai acontecer muito em Kyoto, em que o espaço da rua ainda será disputado com carros e bicicletas rs.

21 – Você nunca vai encontrar um motorista de ônibus tão bom quanto no Japão.

Jamais você vai sentir uma freada brusca ou algo do tipo. O motorista é simplesmente perfeito! Acredite, aqui no Brasil a gente vive pura adrenalina rs.

22 – A variedade de Kit Kat.

Perdi as contas de quantos sabores eu vi! Nesse post do Embarque aqui você consegue ver os sabores mais exóticos.

23 – Os produtos mais incríveis / estranhos do mundo!

Geladeira de 5 portas
Facial Fitness?! Entenda clicando aqui rs.


24 – O preço das frutas.

Melancia por mais de R$100 reais? Pois é, melhor comer muita fruta antes de ir porque você vai sentir falta!

25 – Casas de banho.

As casas de banho, ou onsens como são conhecidos, são muito tradicionais no Japão.

Geralmente o onsen é separado entre homens e mulheres e possui várias piscinas com água quente para você relaxar. É o que os japoneses fazem ao voltar do trabalho ou no fim de semana em família.

O que causa estranheza para nós é que eles entram completamente nus! Ir com biquíni ou sunga é uma ofensa para eles! Você teria coragem?

Já foi para o Japão e quer acrescentar algo na lista? É só deixar seu comentário abaixo :)

Patricia Furlan

Publicitária, psicanalista e apaixonada por viagens.

Comentários

Comentários

Posts Relacionados

2 Comments

  • Melina dezembro 15, 2015 07.22 pm

    Achei muito estranho o fato de não haver local para se comer. Por exemplo, numa loja de conveniência, tipo 7Eleven, você não pode comer dentro, mas também ninguém come na rua. Em Gynza, nos centros comerciais com as lojas mais caras do mundo você vê sempre no subsolo algo parecido com uma feirinha onde você compra comida “to go” e simplesmente não tem onde encostar pra comer! Quase me sentia uma criminosa! rsrs

    Reply 
    • Patricia Furlan dezembro 15, 2015 07.28 pm

      hahaha verdade Melina! eu só vi os japoneses comendo dentro do shinkansen, quase que escondidos rs.

      Reply 

Leave a Comment

Sobre a autora

Olá! Meu nome é Patrícia Furlan e sou paulistana, publicitária, psicanalista e apaixonada por viagens! Aqui você encontra minhas dicas de roteiros, cultura, gastronomia e experiências de turismo.

Booking.com
Reserva Agora 300x250