3 destinos garantiram um enriquecimento cultural enorme!

3 destinos garantiram um enriquecimento cultural enorme!

Apesar da paixão por viagens, não fiz muitas na minha vida (ainda!). Mas aquela que mais marcou teve magnitude e três países como destino: Grécia, Emirados Árabes e Índia.

É difícil dizer porque marcou, são muitas razões! Marcou porque fez com que eu me encontrasse um pouco mais, quebrou paradigmas pessoais, trouxe paz e um enriquecimento cultural enorme. Foi uma viagem que gerou muita reflexão pela exposição à riqueza e à pobreza extremas indo da cultura usual a culturas totalmente diferentes da nossa, além da emoção enorme que toma conta de mim quando conheço um lugar sonhado, quando vejo aquela paisagem que estarrece.

Pra começar, meu namorado e eu queríamos viajar, mas não conseguíamos entrar num acordo sobre um único destino: Eu sempre quis conhecer a Grécia e ele tinha o sonho de ir para a Índia, lugar que eu sequer imaginei que iria. A decisão que tomamos exigiu economia e planejamento: fomos para os dois países e não poderíamos deixar de passar pelos Emirados Árabes já que todas as escalas eram lá. Que mistura! Mas a vontade de sair por aí conhecendo o máximo de lugares possíveis era tão grande, que depois de ter surgido a ideia, eu não trocaria essa viagem por nada!

Na Grécia, passamos dois dias hospedados no bairro de Plaka em Atenas, encantador com seus milhares de cafés, restaurantes e souvenirs. Nesses dias conhecemos, entre as muitas coisas a se ver/fazer, a Acrópole com seu Parthenon, Templo de Zeus, o Estádio Olímpico Panatenáico e ainda a cidade e arredores de Pireus. Desta cidade portuária partimos para o cruzeiro nas ilhas gregas Mykonos, Rhodes, Patmos, Creta, Santorini e a ilha turca de Kusadasi a bordo do Louis Cruise Olympia. Cada lugar mais lindo que o outro! Mesmo com pouco tempo de parada em cada ilha, fizemos valer aproveitando as praias, paisagens, gastronomia e em algumas delas rápidas excursões turísticas.

Templo de Zeus em Atenas
Santorini na Grécia

Apesar de não fazer parte do roteiro do cruzeiro, o ponto alto da Grécia foi a ida à Zakynthos, ilha jônica localizada a noroeste do continente. Ficamos hospedados em Tsilivi no Hotel Alexandra Beach (que eu super recomendo!). Fizemos um mini cruzeiro ao redor de toda a ilha, o que proporcionou paradas em todas as praias e vista às Blue Caves. A menina dos olhos obviamente foi a Navagio Beach, localizada entre falésias, com uma cor de mar sem igual e um navio encalhado! Perfeita e única! Foi a realização de um sonho paradisíaco!

Navagio Beach – Zakynthos – Grécia

Já os Emirados Árabes fizeram com que a parada entre escalas se transformasse em dois dias surpreendentes em Dubai e Abu Dhabi. Em Dubai, destaco a ida à ilha Palm Jumeirah, aos mercados tradicionais de ouro e especiarias, ao maravilhoso Aquário The Lost Chambers e ao At the Top, mirante do Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo. Em Abu Dhabi conhecemos a esplendorosa Grande Mesquita Sheikh Zayed, onde me diverti e me emocionei de abaya, a veste típica das muçulmanas. Visitamos – e somente visitamos– o ostentoso Emirates Palace Hotel e o Ferrari World, imperdível na minha opinião, única e exclusivamente pela Formula Rossa, a montanha russa mais rápida do mundo que chega a 240km/h em menos de 5 segundos!

Kusadasi – Turquia
Palm Jumeirah, ao fundo o hotel Burj Al Arab – Dubai
Grande Mesquita Sheikh Zayed  – Emirado Abu Dhabi

Chegou então a vez da Índia, meu maior desafio da viagem. Conhecemos três cidades: Nova Delhi, Jaipur e Agra, todas de trânsito caótico, desigualdade social gritante, mas com suas construções sagradas de culturas milenares, que a meu ver funcionam como refúgios de paz. Andamos por Nova Delhi e Velha Delhi e entre os vários templos e mesquitas destaco o Templo Hindu Birla Mandir, Templo Lotus e Mesquita Jama Masjid. Em Agra, são impressionantes dois Patrimônios da Humanidade: Forte Agra e claro, o Taj Mahal, que também é uma das Sete Maravilhas do Mundo. Por fim, em Jaipur, também conhecida como cidade rosa, é lindo de ver o Hawa MahalPalácio dos Ventos e o imenso Forte Amber. Fizemos parte da subida desta fortaleza em um elefante, proporcionando um desfecho tipicamente indiano.

Templo hindu Birla Mandir – Nova Delhi – Índia
Taj Mahal – Agra – Índia
Passeio de elefante no Forte Amber – Jaipur – Índia
15 minutos de Fama Bollywoodiana

O contato com o povo indiano foi algo singular, difícil e que ao mesmo tempo me fazia pensar: “Meu, que barato tudo isso!”. Foi muito interessante observar de perto o comportamento e os costumes das pessoas. Parte disso porque na época – maio deste ano, não havia muitos turistas por lá, então fomos assediados o tempo todo pelas pessoas querendo tirar fotos com a gente!! Além disso, foi um desafio um tanto quanto divertido falar/entender inglês de sotaque indiano.

A lição obtida é que nem tudo vai sair como o planejado, mas aproveite ao máximo com os recursos que estiverem disponíveis e leve com bom humor as mudanças de planos ocasionais. Depois dessa viagem intensa, posso dizer que as surpresas do primeiro ao último dia fizeram aumentar o desejo de viajar, conhecer, sugar tudo que for possível de um lugar. Viajar é uma escolha, um jeito de levar a vida, um jeito de se encontrar, de elevar a alma.

Amanda-sales
Amanda Sales

Gosto de ler, sou viciada em séries de tv, sou responsável, divertida, ansiosa, atuária e sonho conhecer o mundo.

Comentários

Comentários

Posts Relacionados

Leave a Comment

Sobre a autora

Olá! Meu nome é Patrícia Furlan e sou paulistana, publicitária, psicanalista e apaixonada por viagens! Aqui você encontra minhas dicas de roteiros, cultura, gastronomia e experiências de turismo.

Booking.com
Reserva Agora 300x250