Machu Picchu: o único destino que me fez chorar de verdade

Machu Picchu: o único destino que me fez chorar de verdade

Cada viagem tem um espaço especial no meu coração por um motivo diferente, a primeira viagem é aquela emoção e felicidade ingênua de uma primeira vez em algo, ir para um lugar que eu sempre quis conhecer… Mas a minha viagem inesquecível,  a mais tocante,  mais emocionalmente inexplicável foi a de Machu Picchu.
Quando me lembro de ver a névoa da manhã sumindo e aquela cidade aparecendo diante dos olhos, consigo quase sentir a emoção que tomou conta de mim naquele momento. Acho que foi o único lugar que me fez chorar de verdade, de cair lágrimas sem que eu nem percebesse que elas estavam chegando!
E foi marcante por vários motivos. Primeiro porque eu tinha terminado um relacionamento muito longo e estava me redescobrindo como pessoa, me reinventando. Segundo, por esse motivo místico e inexplicável que citei acima, a energia e emoção que estão presentes naquele lugar mágico. (Tô com lágrimas nos olhos aqui só de descrever aquele lugar! rsrs).
Como se não bastasse tudo isso, os moradores locais são os mais cativantes do mundo!!!  Tinha vontade de abraça-los a cada gesto fofo que tinham com pessoas que eles estavam vendo pela primeira vez!
A oportunidade desse destino também surgiu por acaso. Como amo história, sempre quis conhecer Machu Picchu, mas devo admitir que os outros destinos sempre entravam na frente… era aquela coisa, queria muito mesmo mas não era a minha viagem dos sonhos. Aí apareceu uma mega promoção para o carnaval e não teve como uma compulsiva por viagens resistir!! Rsrs..

 

 

A viagem a princípio seria feita em um grupo grande de amigos, mas os planos mudaram quando terminei o meu relacionamento (já que uma das pessoas era o meu ex-namorado).

Acabamos indo eu e a minha amiga Pat (sim, essa aqui do Viagem de Fuga!!! Rsrs) e devo admitir que eu estava ainda em um período bem confuso da minha vida, então ela acabou vendo praticamente tudo da viagem, inclusive o roteiro. Eu estava tipo “me leva que eu vou, sonho meeeeu….”, perdidinha da Silva! hahahaa.Nosso vôo partiu de São Paulo com uma escala em Foz do Iguaçu, que nos permitiu conhecer as Cataratas. De lá fomos para Lima e já pegamos o vôo para Cuzco. Em Cuzco, ficamos 1 dia e meio e 1 noite e seguimos para Águas Calientes, aonde passamos a noite. No dia seguinte pegamos o ônibus e subimos até Machu Picchu. À noite voltamos para Cuzco e no dia seguinte, partimos para Lima e ficamos 1 dia por lá antes de voltarmos para São Paulo.

Pra mim, o fato marcante da viagem foi o dia INCRÍVELMENTE LINDO que fez quando fomos conhecer Machu Picchu. Era época de chuvas no Peru (acho que por isso as passagens estavam tão baratas rsrs), mas parece que nós fomos abençoadas! O guia mesmo disse que era raro um dia sem neblina e sem chuva naquela época do ano.E ver o nascer do sol lá de cima também foi muito, muito marcante mesmo para mim. Me senti abençoada de verdade naquele momento!

A névoa que cobria as montanhas quando chegamos e abaixo o sol começando a aparecer

A grande lição que guardo desse lugar,  foi a de que o melhor que as viagens nos proporcionam são esses sentimentos deliciosos que vêm do inesperado, do surpreendente… acho que isso sim é a real descoberta, o real sentido que nós viajantes buscamos quando vamos atrás de um destino!

Juliana-Rosa
Juliana Rosa

Blogueira do Trip Feeling, apaixonada por viagens, esportes, arte, música e criatividade em geral.

Comentários

Comentários

Posts Relacionados

Leave a Comment

Sobre a autora

Olá! Meu nome é Patrícia Furlan e sou publicitária, futura psicanalista e apaixonada por viagens. Aqui você encontra minhas dicas de roteiros, cultura, gastronomia e experiências de turismo.

Booking.com
Reserva Agora 300x250