8 fatores que você deve considerar antes de embarcar com um amigo MALA!

8 fatores que você deve considerar antes de embarcar com um amigo MALA!

A maior dificuldade para algumas pessoas é viajar sozinho. Eu considero viajar com um amigo pela primeira vez.

Não importa se vocês se conhecem há 20 anos ou se ele sabe tudo sobre o seu passado negro,  você só vai conhecê-lo de verdade quando viajar com ele.

Numa escala de chatice de 1 a 5 malas:
o seu amigo se encaixa em alguma?
(Foto: Flickr)

Viagens exigem envolvimento 24 horas por dia e talvez o seu amigo tenha hábitos que você nunca soube (e que você não suporta!).

Veja aqui algumas dicas para não transformar a sua viagem numa roubada:

1) Programação

Você adora dormir até mais tarde, seu amigo prefere acordar cedo e conhecer a cidade, eis o primeiro problema. É bom alinhar a programação diurna e noturna para não gerar discussões. Se a viagem envolve mais de um amigo então, revejam os lugares que serão visitados um dia antes.

2) Orçamento

O orçamento é uma das questões principais da viagem.

Confirme com o seu amigo quanto vocês estão dispostos a gastar com hotel, passeios etc. Estipulem um “x” por dia e analise o que vocês não querem abrir mão. Por exemplo: o seu sonho é conhecer a London Eye, vocês ultrapassaram o budget do dia e o seu amigo acha melhor pular o passeio. Alguém vai acabar frustrado.

Nesse item, não esqueça de considerar também como vocês estão acostumados a fazer as refeições. Tem pessoas que não comem lanche, nesse caso você tem que reservar um valor maior para gastar em restaurantes.

Estabeleça preferências de conforto para cada um, às vezes você prefere andar e economizar 3 euros do ônibus para gastar em uma cerveja local e seu amigo acha uma economia idiota.

3) Mala

Combinar com antecedência o que vocês vão levar na mala também ajuda por 2 motivos: ninguém precisa pegar toda hora algo emprestado (pode ser que um dos dois se incomode com isso) e ninguém chega despreparado (exemplo: você levou roupa para fazer uma trilha e seu amigo nem fazia ideia que o destino permitia essa aventura).

Tente entrar num consenso também em relação ao tipo de mala que vocês vão levar. Ir para uma cidade histórica cheia de pedras com uma mala de rodinhas, pode não ser tão prático. Uma mala gigante em um vôo em que não há tempo para despachá-la, também pode ser um problema.

4) Horários

Latinos já tem a péssima fama de serem os atrasados nos tours, evite comprová-la.

Nesse caso vou me citar como exemplo. Eu sou uma pessoa extremamente pontual e sair em cima da hora me deixa ansiosa, principalmente se isso envolve horários de vôos, trens ou ônibus. Veja se o seu amigo é como você nesse aspecto, porque eu ficaria estressada perdendo um vôo ou passeio por causa do atraso.

5) Manias e hábitos

As mais comuns: os que param em todas as lojinhas, os que tomam conta do banheiro ou do espaço do quarto, os que demoram 3 horas se arrumando.

Haja paciência ou flexibilidade, então tente saber antes qual é a mania ou hábito do seu amigo para que isso não se torne um problema. Eu por exemplo não saio sem secar o cabelo, por isso em toda viagem sou uma das primeiras a acordar, para não atrasar o grupo.

6) Bom senso

Respeite os gostos e diferenças. Não é porque vocês estão juntos que ele não pode ir a um parque sozinho e vice-versa.

O mesmo vale para viagens em grupo: qual o problema se nem todo mundo fizer o mesmo passeio? Ninguém viajou colado no super bonder 😉

7) Conheça você mesmo

Saber quais são suas limitações e como lidar com elas, pode tornar a experiência muito mais agradável.

Você fica de mau humor quando está com sono ou fome? Então fale isso para o seu amigo. Ninguém vai adivinhar o que você está sentindo se você não falar, então vale a conversa e uma pausa para o bom humor voltar!

8) Paciência

O seu amigo é paciente o suficiente para aguentar algumas de suas chatices? Isso é muito importante em viagens com mais de 15 dias.

Lembre-se que você também tem que saber ceder! Do mesmo jeito que você está lendo esse texto e visualizando seus amigos, eles podem ter enxergado você.

Seja paciente para manter um  clima legal na viagem!

A Ju quando percebeu que eu estava em um “dia de azar” em Londres,
sugeriu visitarmos um lugar que eu queria conhecer: a London Eye! :)

Por fim:

Achou a companhia perfeita de viagem? Valorize-a! Essa vai ser uma amizade pra vida toda, pode ter certeza!

No Brasil e no mundo: a Ju é prima, amiga e foi carinhosamente apelidada
de “melhor companhia para viagens”. A sintonia é tão grande
que até o cansaço chega na mesma hora! rs

Autora:

Patricia Furlan

Publicitária, futura psicanalista e apaixonada por viagens.

Comentários

Comentários

Posts Relacionados

Leave a Comment

Sobre a autora

Olá! Meu nome é Patrícia Furlan e sou publicitária, futura psicanalista e apaixonada por viagens. Aqui você encontra minhas dicas de roteiros, cultura, gastronomia e experiências de turismo.

Booking.com
Reserva Agora 300x250